Apoios:

Esta crônica:                                                   

Outras crônicas:                       

22/07/2002: 

Maastricht, onde três países se encontram

Maastricht é a cidade mais antiga da Holanda (com mais de 2 mil anos!), que foi fundada pelos romanos no século 50 A.C. Porém, as antiguidades e museus que contam esta longa história constituem apenas parte das inúmeras atrações desta cidade tão singular. Maastricht também é famosa pelo seu carnaval de rua e pelo seu ar cosmopolita,  que ganhou das culturas dos países vizinhos.

Localizada na ponta sul da Holanda, muito próxima da Bélgica e da Alemanha, Maastricht oferece uma atmosfera especial e diferente do restante do país, devido à forte influência recebida dos países vizinhos. Algumas pessoas até dizem que se trata de uma cidade estrangeira dentro da própria Holanda, apesar de ser capital de uma província, Limburg.

Em Maastricht, a cultura da Holanda e da Bélgica se misturam, com ingredientes adicionais e originais da Alemanha. Lá, existem tantos carros com placas da Bélgica quanto da Holanda circulando pelas ruas, e também alguns com placas da Alemanha. Para quem é fã de cerveja, é possível desfrutar de marcas holandesas, belgas e alemãs, assim como experimentar uma culinária cosmopolita, influenciada pelos três países vizinhos.  E sendo holandesa, Maastricht não poderia deixar de ter centenas de bicicletas, que são muito comuns em qualquer cidade do país. Suas movimentadas ruas do centro, artistas de rua e diversos restaurantes remetem a Bruxelas, na Bélgica.

Muitas das atrações de Maastricht estão no centro da cidade e é possível conhecê-las caminhando. A grande ponte que corta o Rio Maas  descortina uma linda vista da cidade. Misturando o estilo belga com o holandês, Maastricht tem igrejas antigas, praças (ou places), com destaque para o prédio da prefeitura, e mercados ao ar livre que são tipicamente holandeses. Perto da prefeitura, localiza-se a praça onde se situam as duas principais igrejas da cidade, uma ao lado da outra.

A magnífica Basílica de St. Servan, Igreja em estilo romeno, data de 1039 e ainda possui relíquias em seu interior. Ao lado, a Igreja de St. John, em estilo gótico, também não deixa a desejar em termos de beleza. Uma curiosidade é que sua torre é avermelhada; por isso, ela se diferencia de outras igrejas da Europa. Dentro da Igreja St. John ainda existem pedras no chão que serviam de lápides para túmulos de pessoas importantes que eram enterradas em tumbas subterrâneas. Esta prática também era comum em outras igrejas da Holanda e talvez da Europa. Algumas pedras ainda apresentam inscrições com os nomes e, às vezes, das profissões das pessoas, mas poucas contêm datas. Embora tenha sido construída no século XIII, em 1633 essa igreja se tornou protestante, o que mostra um pouco da dualidade religiosa existente na Holanda. 

Nos arredores da cidade existe um labirinto subterrâneo com cerca de 10 km. São as cavernas de St. Pietesburg, um lugar muito procurado por turistas. Outros pontos turísticos bem interessantes são a muralha e os fortes que circundam parte da cidade, perto do centro. As ruínas remetem ao tempo das guerras e batalhas medievais. O parque perto do local garante uma bonita caminhada ao longo da muralha.

O Carnaval de Maastricht

O Carnaval de Maastricht é famoso em toda Europa e vem ganhando projeção internacional. Realizado em fevereiro aos moldes do carnaval de Viena, é uma das maiores festas da Holanda. É claro que é bem diferente do carnaval brasileiro, porque ali o carnaval (europeu) é comemorado à luz do dia, quando as pessoas vão caminhar, dançar e beber nas ruas. Os desfiles trazem fantasias sofisticadas, com muitas pinturas e máscaras, mas sem corpos nus, até porque o carnaval acontece quando é inverno na Europa. Em Maastricht, todas as pessoas se fantasiam e trazem a animação para as ruas ao som das bandas. Para quem estiver na Europa em fevereiro, é uma festa linda de se ver, e que representa um pouco do espírito de uma cidade antiga e mágica, ao mesmo tempo que bem expansiva e alegre.    

Imagens da Basílica de St. Servan:   1,   2,   3

da Igreja de St. Servan:   1,   2

da prefeitura:   1

da muralha:   1

(Lilian Piraine Laranja)